Mulheres, NUNCA Façam Sexo no Primeiro Encontro [Quem Disse?]

Dizer que as mulheres não devem transar no primeiro encontro é uma afirmação retrógrada, machista e desnecessária.

E, na verdade, qualquer palpite dado sobre o que a mulher faz com o seu próprio corpo deve ser rejeitado.

A decisão de fazer ou não sexo no primeiro encontro cabe somente à mulher e ninguém tem absolutamente nada a ver com isso — o que deveria ser óbvio, mas, infelizmente, não é.

Lamentavelmente, ainda vivemos em uma sociedade patriarcal que gira em torno dos homens e de suas opiniões.

No entanto, aos poucos as mulheres estão despertando e se dando conta de que não têm a obrigação de agradar ninguém além de si mesmas.

Transar no primeiro encontro: sim ou não?

Na realidade, não há uma resposta correta para essa pergunta, pois — como já dissemos — cabe a mulher fazer essa escolha. Mas é inegável que há inúmeros tabus acerca do sexo do primeiro encontro e, todos eles, não têm — no mínimo — nenhum fundamento.

Veja bem, a nossa intenção não é incentivar ou desestimular essa prática, apenas ressaltar que as mulheres são livres para fazer o que bem entenderem e que isso não as torna piores do que nenhuma outra pessoa.

É fato que muitos ainda associam o sexo no primeiro encontro com promiscuidade e classificam as mulheres com os rótulos “pra casar” — caso não transe de cara — e “pra pegar” — se fizer sexo de primeira.

Porém, sejamos sinceros, além dessas pessoas não terem nenhuma influência sobre você, esse tipo de pensamento funciona como um alerta para se afastar, pois em nada agrega ter alguém assim por perto.

Meu corpo, minhas regras!

Entenda, o seu corpo é propriedade única e exclusiva sua, portanto, não existe pessoa melhor do que você para decidir o que fazer com ele e não há absolutamente nada de ruim nisso! Pelo contrário, errado é se privar de algo por causa de terceiros.

Tanto mulheres quanto homens estão habituados a jogar um jogo, encarnar um personagem e seguir um roteiro nos primeiros encontros, especialmente quando já existem segundas intenções — sejam elas as de ter uma relação afetiva ou sexual.

Mas, convenhamos, é muito mais interessante e prazeroso deixar as intenções claras e mostrar quem você é de verdade: uma mulher independente e segura de si. Se ele se assustar, azar o dele e sorte a sua por ter se livrado de um embuste no momento certo.

Além disso, um estudo realizado na Universidade de Iowa, pelo pesquisador Anthony Paik, afirmou que não há nenhuma ligação entre o sexo no primeiro encontro e o relacionamento dar certo ou não.

Ainda, outra pesquisa, realizada por uma equipe de psicólogos do Departamento de Ciências Clínicas e Sociais em Psicologia da Universidade de Rochester, em Nova York, e do Centro Interdisciplinar de Herzliya, sediado em Israel, apontou que transar no primeiro encontro pode contribuir positivamente para um relacionamento.

O que não pode ser feito?

No entanto, há sim algumas coisas relacionadas à sexo no primeiro encontro que não devem ser feitas de maneira nenhuma.

1. Transar porque a outra pessoa está sendo insistente

Não há nenhum problema em fazer sexo se estiver sentindo vontade, porém existem problemas infinitos em transar ou fazer qualquer outra coisa — até mesmo beijar — apenas porque o outro está insistindo. Caso isso aconteça com você, seja firme e clara em relação à sua desvontade.

2. Não fazer sexo porque parece ser algo errado

Por outro lado, caso você esteja com vontade de transar, mas algo te diz que essa atitude pode te fazer ficar mal vista ou alguma coisa do tipo, simplesmente mande este algo pastar! Faça o que você deseja e não o que os outros esperam ou consideram o certo a se fazer.

3. Aceitar abusos durante o sexo por ter aceitado transar

Não é porque você está na cama com o cara que ele pode fazer o que bem entende. Entre quatro paredes só vale tudo se os dois estiverem de acordo. Portanto, caso você se sinta desrespeitada ou queira parar, diga. E, se ele continuar mesmo assim, peça socorro, chame a polícia ou o denuncie, pois essas atitudes são configuradas como crimes de assédio sexual e violência contra a mulher.

Vista-se: sempre use camisinha!

Mas, acima de qualquer outra coisa, se proteger é imprescindível. Então, tenha sempre uma camisinha na bolsa ou na carteira, pois nunca se sabe o que pode acontecer e, assim, a desculpa “eu não tenho camisinha” não vai colar.

Entretanto, mesmo que você também não tenha camisinha e só se dê conta disso na hora H, não caia no erro de transar sem proteção. Ainda que você tome anticoncepcionais, o fato é que uma possível gravidez é o menor dos riscos a ser corrido.

Há inúmeras doenças sexualmente transmissíveis que podem demorar anos para se manifestar e até mesmo semanas para serem detectadas através de exames. Por isso, não se arrisque! Um momento de prazer não vale a sua saúde.

Pra finalizar, saiba que independente do que você espera de um primeiro encontro — amor ou diversão — sempre existirá alguém que, sobretudo, te aceitará da maneira que você é e estará na mesma vibe que você. E a melhor parte é que você não precisa se preocupar em identificar essa pessoa, pois quando a encontrar, simplesmente saberá.

E, quando esse encontro acontecer, não deixe que o machismo estrutural te impeça de viver intensamente tudo o que você tem direito. Permita-se, seja livre e se faça feliz!

Deixe um comentário